Sebrae/PR cria força-tarefa

O Sebrae/PR promove uma força-tarefa para atender digitalmente os empreendedores de micro e pequenas empresas em todo Estado, diante das medidas previstas para combater a pandemia do coronavírus (Covid-19).

Estão suspensos eventos, capacitações e atendimentos presenciais em toda a rede, composta por 236 locais entre regionais, escritórios, pontos de atendimento e salas do empreendedor, além da sede, em Curitiba.

A estratégia vai mobilizar os colaboradores para realizar, online e sem custos, atendimentos para auxiliar os empresários na crise. O contato com essa força de trabalho pode ser feito pelo portal do Sebrae/PR (https://www.sebraepr.com.br/).

Nele é possível acessar canais como WhatsApp, 0800 570 0800 e telefones regionais, onde o empresário tem acesso livre e gratuito a orientações, exemplos de outros empreendedores que encontraram soluções inovadoras, dicas de como lidar com a atual situação, além de cursos online com conteúdo diverso.

“Nossa equipe está preparada para continuar realizando um atendimento de qualidade em nossos canais online. O momento exige respostas e o Sebrae está ao lado do empreendedor paranaense, com seus técnicos capazes de oferecer o suporte de que precisam”, explica o diretor-superintendente do Sebrae/PR, Vitor Roberto Tioqueta.

Conteúdos – No portal, os empreendedores também podem conferir materiais gratuitos, como planilhas, e-books e infográficos e participar de mais de 100 palestras, oficinas e cursos EAD em diversas áreas como gestão, marketing, mercado e vendas, planejamento, empreendedorismo e outros.

Na plataforma Comunidade Sebrae, também é possível conferir textos e conteúdos exclusivos sobre o universo do empreendedorismo e dos micro e pequenos negócios, inclusive com conteúdos relacionados ao coronavírus. Já o Canal do YouTube apresenta o Conecta, com informações e entrevistas exclusivas em vídeo.

O Sebrae/PR oferece ainda ferramentas exclusivas, como a Jornada Empreendedora, que traz elementos completos para a criação e maturação do negócio, o Trilhas do Conhecimento, com materiais voltados para a gestão financeira e de vendas.

Segundo um levantamento da entidade, alguns dos setores mais afetados pela crise do coronavirus são construção civil, alimentação fora do lar, moda e varejo tradicional. Ao todo, há uma lista de dez segmentos que envolvem mais de 21,5 milhões de empregos. Confira aqui o estudo completo.

A entidade elaborou um texto com dicas de gestão para os empreendedores enfrentarem o coronavírus e um Guia de Gestão Financeira para pequenos negócios.

Em nível nacional, as ações de enfrentamento aos impactos do coronavírus realizadas pelo Sebrae incluem outras frentes de trabalho. A instituição tem realizado estudos para mensurar quais serão os setores da economia mais atingidos. Há ainda um grupo de consultores técnicos atuando diretamente, em todos os estados, com os microempresários para oferecer orientações sobre o atual cenário.

Está em curso uma articulação para promover políticas públicas de suporte às pequenas empresas; e todos os casos de implementação de inovação durante a crise estão sendo monitorados, estudados e serão publicados para disseminação do conhecimento.