Como será este Natal?

O Natal deste ano terá um novo formato. As cidades, que possuem espetáculos tradicionais da época já se adaptaram ao novo formato.

O 35º Natal Luz de Gramado não terá espetáculos pagos, teatros musicais ou desfiles. A aposta está nas luzes, decoração, clima, beleza e emoção.

Já a tradicional apresentação do Palácio Avenida em Curitiba, será virtual, gravado, com uma única apresentação em 2020.

A Associação Brasileira de Shoppings Center divulgou protocolo com recomendações para o Natal de 2020. Neste documento, constam orientações de decoração, atrações respeitando os decretos oficiais dos órgãos de saúde, preservando o distanciamento social e a constante higienização.

E o Papai Noel? Os comércios tinham a presença do “bom velhinho” estão se adaptando. A presença estará garantida, mas não mais na tradicional poltrona recebendo as famílias.

Para a psicóloga clínica que segue a abordagem da Psicoterapia Positiva Luciana Deutscher o importante nesse ano é preservar ainda mais a magia do Natal. “As crianças foram privadas da convivência social, do contato com os amigos e com familiares, mas o encanto de Natal deve ser preservado, com histórias, imagens e muita criatividade”, afirma.

“O Natal sem o contato com o Papai Noel terá que ser levado como uma consequência natural do momento pelo qual estamos vivendo, e das incertezas em relação ao coronavírus”, disse.

“A imagem do Papai Noel é lúdica, e como tal, os pais podem explicar para seus filhos o momento que vivemos, deixando claro que o bom velhinho faz parte do grupo de risco, assim como as vovós e os vovôs, que tem que usar máscara e manter o isolamento mas, que como ele viaja sozinho em seu trenó para entregar os presentes na noite de natal não terá problema em entregar os presentes, apenas neste ano só aceitará pedidos por escrito”, comenta.

Segundo Luciana, 2020 está sendo um desafio à criatividade em todos os sentidos, desde a adaptação ao home office para algumas pessoas, novas formas de contatos sociais, e principalmente o desenvolvimento da empatia.

“Vale ressaltar que tudo é o comportamento dos pais com relação a dinâmica do Natal que influenciará como seus filhos irão encarar as mudanças na data neste ano. É preciso que os pais cuidem com palavras, gestos e atitudes e que principalmente mantenham a magia característica da infância”, afirma Luciana.