Escotismo suspenso

Cerca de 100 mil famílias ligadas ao movimento escoteiro no país, juntamente com a organização Escoteiros do Brasil, estão engajadas nos esforços de toda a sociedade contra a disseminação da Covid-19.

As atividades presenciais de todos os grupos foram suspensas e a instituição mobiliza crianças e jovens no ambiente virtual.

“Estamos comprometidos com as medidas de prevenção ao Coronavírus e vamos usar toda a nossa expertise como escoteiros para conscientizar as pessoas. É importante lembrar que cada um de nós tem um papel importante na prevenção da doença”, afirma o presidente dos Escoteiros do Brasil, Rafael Rocha de Macedo.

A decisão de suspender as atividades escoteiras presenciais no Brasil permanecerá até que as autoridades federais de saúde orientem sobre a normalização da vida social. A instituição também anunciou o adiamento de todas as suas atividades nacionais, previstas para o primeiro semestre deste ano.

A crise exige o distanciamento social e esse é um dos maiores desafios para a sociedade. “Esse é um momento importante para as pessoas se conectarem. Por meio de ações no universo digital, vamos contribuir com atividades educativas”, revela.

“É nosso dever como escoteiros ajudar outras pessoas nesse momento tão delicado e proporcionar alternativas no ambiente online de forma segura.” As atividades domiciliares propostas pelos Escoteiros do Brasil podem ser acessadas no link. Não precisa ser escoteiro para ter acesso, a ferramenta é para todos.