Tecnologia para estudantes com perda auditiva

A tecnologia na área auditiva é mais uma aliada na inclusão escolar. Muitos pais e professores ainda não conhecem o dispositivo “Amigo”, um sistema FM que permite a comunicação direta dos professores com crianças e jovens que têm deficiência auditiva.

Dentro da sala de aula, essa tecnologia é fundamental para ajudar esses alunos a entender com clareza o que o professor está ensinando, mesmo com o burburinho das conversas dos colegas.

O “Amigo” é composto por um transmissor e um receptor. O professor, na frente da sala de aula, usa o transmissor acoplado discretamente na roupa, e a sua voz é transmitida diretamente para o receptor que está no aparelho auditivo do aluno. Isso ajuda a diminuir qualquer efeito negativo de distância, reverberação ou ruído de fundo, mantendo o sinal da fala do professor original, alto e claro.

“Através de um exame audiológico simples, muitas desordens do sistema auditivo são encontradas. Os pais devem estar atentos para os casos de crianças que falam alto, assistem TV em volume exagerado, apresentam rouquidão crônica, otites de repetição nos ouvidos, têm dificuldades na escola, desatenção, distorções na fala e atraso no desenvolvimento da linguagem”, afirma a fonoaudióloga Marcella Vidal, responsável pelo Programa Infanto-Juvenil Cuidado Auditivo Amigo da Criança, da Telex Soluções Auditivas.

Segundo estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), 7% da população mundial é portadora de algum grau de perda auditiva.

“Com problemas na audição, as crianças podem apresentar dificuldades para aprender, já que não ouvem bem o que está sendo ensinado, afetando a leitura e escrita. Além disso, podem ter problemas de relacionamento com colegas e distúrbios de comportamento, como falta de concentração ou retraimento em excesso. Está comprovado que alunos com problemas de audição têm menor rendimento escolar. Agora, com o ‘Sistema Amigo’, da Telex, tudo ficará mais fácil”, conclui a fonoaudióloga, que é especialista em audiologia.