Hieronymus Bosch é tema de curso no Solar do Rosário

O trabalho do pintor Hieronymus Bosch, repleto de simbolismos, é tema de curso no Solar do Rosário.

O último encontro do curso Grandes Obras em Grandes Museus acontece no dia 21 de novembro (quinta-feira), das 16h às 17h.

Em destaque, estará a tela “O Jardim das Delícias Terrenas”, uma das mais famosas do artista. A aula será ministrada pela professora Letícia Geraldi Ghesti, especialista em História Social da Arte e Mestre em Direitos Humanos e Políticas Públicas. A inscrição custa R$ 80.

Hieronymus Bosch é o pseudônimo de Jeroen van Aken, pintor e gravador nascido no Ducado de Brabante (atual território dos Países Baixos). Viveu entre meados do século XIV e XV. Seus trabalhos destacam temas como pecado e tentação, com uso de muitas figuras simbólicas e alegóricas, que viriam a influenciar escolas de arte por séculos. Para muitos estudiosos, o surrealismo do século XX, de Salvador Dalí e Max Ernst, tenha se inspirado no trabalho de Bosch.

“O Jardim das Delícias Terrenas” foi pintado em 1504 em forma de trítico, com três telas. A primeira apresenta Adão e Eva no Paraíso, seguidos por uma imagem central, povoada por luxúria e loucura, com os prazeres carnais tirando o homem do caminho da graça. A terceira tela é a condenação ao Inferno.

O painel do meio, maior que os outros, tem diversos símbolos, em sua maioria sexuais, com personagens em ações caóticas. As imagens fantasiosas afastam o trabalho de Bosch de seus contemporâneos, como Jan Van Eyck, dedicados ao naturalismo e realismo. Interpretar cada figura e o contexto geral da obra, que hoje pode ser visitada em Madri, no Museu do Prado, marcaram séculos de estudo da arte.

Solar do Rosário / Setor de Cursos: de segunda a sexta-feira das 9h às 19h e sábado das 9h às 13h / Rua Duque de Caxias, 4 – Centro Histórico – Curitiba / Informações: (41) 3225-6232 | www.solardorosario.com.br