Cinemateca celebra Dia da Amazônia

Para comemorar o Dia da Amazônia, em 5 de setembro, e refletir questões do meio ambiente, a Cinemateca de Curitiba exibirá dois documentários brasileiros do acervo, e receberá uma nova edição do projeto Nós e o Meio Ambiente, com apresentação do documentário australiano Triste Oceano. A entrada é franca.

Na quinta-feira (5/9), às 19h, será exibido o Cineasta da Selva, dirigido por Aurélio Michiles e que tem no elenco José de Abreu e Denise Fraga. O documentário, de 1997, mistura fatos a uma realidade imaginada, criada e encenada para contar a vida do garoto Silvino Santos, (1886-1970) nascido em Portugal, que com 13 anos cruza o Atlântico em busca daquela Amazônia fantástica imaginada pelos europeus.

Em 1913 Silvino fez o primeiro documentário longa-metragem. Ele viveria sua aventura contracenando com grandes personalidades, testemunhando acontecimentos marcantes, do fausto à queda do monopólio da borracha. Filmando essa Amazônia do início do século, ele se torna um mito da selva e um dos pioneiros do cinema no Brasil.

Para exibição na sexta-feira (6/9) a Cinemateca selecionou Iracema, uma Transa Amazônica, documentário dos diretores Jorge Bodanzky e Orlando Senna. Em contraste com a propaganda oficial da ditadura, uma câmera sensível flagra os problemas que a rodovia Transamazônica traria para a região: desmatamento, queimadas, trabalho escravo, prostituição infantil. Alternando documentário e ficção, o filme narra a história da jovem Iracema e do motorista Tião Brasil Grande, emblemática da realidade brasileira.

Nós e o Meio ambiente

O projeto de formação continuada em Conscientização Ambiental na Fundação Cultural de Curitiba, exibe no dia 11/9 (quarta-feira), às 14h, Triste Oceano (Blue), o premiado documentário australiano dirigido por Karina Holden.

Por meio de entrevistas com apaixonados ativistas, o filme desvela a história das mudanças em nosso oceano para defender a necessidade de preservá-lo. As filmagens foram revezadas entre países como Austrália, Havaí, Indonésia e Filipinas. Após a exibição haverá debate sobre a poluição plástica, com os ambientalistas Natalie Unterstell, Luan Prado Calegaris e Thaynara Furtado Constantinov Leal.

05/09 – 19h / O Cineasta da Selva (BR, 1997, documentário, 87’) / Direção de Aurélio Michiles / Elenco: José de Abreu, Denise Fraga / Classificação: Livre

06/09 – 19h / Iracema, uma Transa Amazônica (BR, 1975, documentário, 95’) / Direção de Jorge Bodanzky e Orlando Senna / Classificação: 16 anos

11/09 – 14h / Nós e o meio ambiente – projeto de formação continuada / Triste Oceano (Blue, Austrália, 2017, Documentário, 76′) / Classificação: Livre / Trailer:   https://youtu.be/-kBpDewB7Xo

Os interessados podem fazer inscrição antecipada enviando Nome, CPF, data de nascimento, e-mail e telefone para cursosfcc@fcc.curitiba.pr.gov.br

Informações: 3213-7537