Orquestra de Câmara e Cármelo de Los Santos

Virtuoso violinista, o gaúcho Cármelo de Los Santos será o solista e diretor musical do concerto que a Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba apresenta nesta sexta (9/8) e sábado (10/8), na Capela Santa Maria.

Com um currículo internacional, Cármelo sustenta, além do nome, um instrumento de grande destaque: um violino Carl Becker de 1929.

Esta será a primeira vez que o músico fica à frente do grupo curitibano. No programa, mais uma estreia, a obra Armênia 88. A peça de Alexander Arutiunian (1920-2012), escrita em memória ao devastador terremoto que aconteceu na cidade armênia de Spitak, em 1988, entra no repertório da Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba.

Apesar de não ter trabalhado diretamente com a orquestra, o contato sempre existiu. Por quatro anos, Cármelo foi professor da Oficina de Música de Curitiba. “Desde jovem venho à Oficina, antes participava como aluno e agora como professor, e sempre assisto à Orquestra, por isso essa semana está sendo tão gratificante”, disse.

As obras Ciaccona em Sol menor, de Tomaso Vitali (1663-1745), e Serenata para Cordas em Dó Maior, de Piotr Ilyich Tchaikovsky (1840-1893), completam o programa. “Será uma noite romântica, com peças curtas, do virtuosismo ao lírico e um pouco de música armênia”, afirma o diretor musical.

Cármelo, que é professor titular na Universidade do Novo México, nos Estados Unidos, afirmou acompanhar o crescimento da Orquestra de Câmara. “Isso aqui é um oásis dentro do Brasil, ter uma orquestra como essa há 45 anos é raro, principalmente de câmara. Acompanho a programação e sempre é interessante e variada, um orgulho para nós, músicos”, disse.

Armênia 88 / sexta-feira (9/8), às 20h, e sábado (10/8), às 18h30 / Capela Santa Maria Espaço Cultural (Rua Conselheiro Laurindo, 273, Centro) / R$ 30 e R$15 / Vendas pelo aloingressos.com.br ou diretamente na bilheteria da Capela Santa Maria