Museus do Uruguai durante pandemia

O Uruguai se preparou para as comemorações do Dia Internacional dos Museus 2020. Promovido pelo Conselho Internacional de Museus, as e começaram nesta segunda-feira, 18 de maio – data oficial mundialmente. Neste ano o lema é Museu pela Igualdade: diversidade e inclusão.

A situação gerada pela Covid-19 mantém a maioria dos museus do mundo de portas fechadas. Para não deixar a data passar em branco, tão importante para o vizinho, que possui na sua raiz a cultura e a arte, os museus uruguaios desenvolveram atividades virtuais em suas respectivas páginas web e redes sociais.

Na terça, 19 de maio, das 18h às 22h, acontecerá uma mesa redonda focada na história das coleções dos quatro museus nacionais, Museu Nacional de Artes Visuais, Museu  Histórico Nacional, Museu Nacional da Arte e o Museu Nacional de História Natural do Uruguai. O bate-papo é organizado pelo Museu Histórico Nacional e terá participações de diretores dos museus nacionais.

O evento convida a conhecer, refletir e debater sobre a conformação das coleções nacionais, as políticas de coleções, as modalidades de validação do que é pertinente para incorporar-se ao patrimônio de um museu com pretensões de alcance e representatividade nacional.

A mesa redonda será na plataforma ZOOM com acesso gratuito. As inscrições devem ser feitas pelo site do Museu Histórico Nacional (http://www.museohistorico.gub.uy/).

O MAPI (https://mapi.uy/virtual/museumweek2020/), pelo sexto ano consecutivo, propõe uma festa nas redes sociais em que todos podemos compartilhar fotos comemorativas, seguindo diferentes assinaturas.

Portas abertas – Algumas instituições particulares se preparam para abrir suas portas.

A Casapueblo, localizada na península de Punta del Este, onde estão as obras do artista Carlos Páez Vilaró, elaborou um protocolo de funcionamento e abriu as portas ao público em 8 de maio, aplicando diversas medidas sanitárias.

Como é tradicional, dentro do espaço, os visitantes podem contemplar pinturas, cerâmicas e esculturas feitas ao longo da vida artística do pintor. A única parte ainda sem funcionamento é o cinema.

O museu permanece aberto ao publico de sexta a domingo, de 10h às 18h. Entre as medidas sanitárias está o uso de máscaras, álcool gel em diversos pontos do museu e a ventilação das salas. Seus colaboradores atendem atrás de de telas, usando luvas, e respeitando o distanciamento social recomendado pelas autoridades sanitárias.

Enquanto não se pode sair de casa o turista pode conferir as belezas criadas por Villaró no link  http://casapueblo.com.uy/

Visitando os museus de casa 

Museu de Arte Pré-colombiano e Indígena – MAPI – com uma das propostas mais inovadoras no ambiente cultural, antes da chegada da Covid-19, e não hesitou nem por um segundo em desafiar a quarentena. Dada a recomendação de não sair de casa, os funcionários do museu tornaram-se avatares e oferecem propostas para todas as idades que são atualizadas diariamente: oficinas para crianças, cursos para adultos, exposições, histórias, jogos, pesquisa e materiais educacionais. Tudo novo, tudo virtual, tudo no estilo do MAPI. https://www.mapi.uy/
Museu Blanes – O Museu de Belas Artes oferece tour virtual guiado pela obra de Lily Salvo (1920-2010). A artista uruguaia coloca as mulheres como protagonistas em pinturas a óleo, gravuras e caixas com múltiplas alusões simbólicas. Você pode fazer uma visita guiada à exposição do museu e se preparar para quando suas portas reabram.  https://blanes.montevideo.gub.uy/
Museu Histórico Nacional – Durante as sextas-feiras de maio, o museu faz um convite a participar de conversas com historiadores que refletem sobre a disciplina, suas linhas de trabalho e vínculos com os eventos atuais. Para participar, basta entrar em nossa rede social do instagram (@mhn_oficial)

Museo da Revolução Industrial em Fray Bentos – O ex-frigorífico Anglo, localizado na cidade de Fray Bentos, declarado Patrimônio da Humanidade em 2015 pela UNESCO, conhecido como a “cozinha do mundo” entre as duas guerras mundiais, pode ser visitado virtualmente pela plataforma Google Arts & Culture. Não perca a Sala das Máquinas.  https://uruguay360.com.uy/uruguay/rio-negro/fray-bentos/museo-de-la-revolucion-industrial-ex-frigorifico-anglo

Museu Figari – Oferece dois passeios virtuais que incluem a exposição permanente de Pedro Figari e Juan Carlos Figari Castro, e a exposição Estado de Situação, de Gerardo Mantero, que fez parte do “Contactos”, ciclo que busca estabelecer laços entre o legado de Figari e a criação artística contemporânea. Também oferece um canal no YouTube com conferências, palestras e algumas apresentações.   https://www.youtube.com/user/figarimuseo/videos

Museu Nacional de Artes Visuais – sugere explorar seus catálogos on-line completos, com textos e obras de Rimer Cardillo, Pablo Uribe, Lacy Duarte e Guillermo Fernández entre outros; e passear – em 3D – pelos corredores nos quais estão obras ​​como La paraguaya, de Juan Manuel Blanes, estudos de Carlos Federico Sáez, filhos de Petrona Viera ou o velho catalão, de Rafael Barradas, juntos em peças de Joaquín Torres García, Manuel Espínola Gómez, Luis A Solari. https://uruguay360.com.uy/categorias/atractivos/museos