Voo da Latam traz da China respiradores e monitores

O primeiro voo da LATAM com respiradores, monitores e outros itens para combate à Covid-19, adquiridos pela Prefeitura do Rio de Janeiro, pousou na tarde desta terça-feira (12) na capital do Rio. Esta é a primeira de seis operações entre a China e a cidade realizadas pela LATAM Brasil, para transportar 160 toneladas de aparelhos médicos.

O primeiro voo JJ9518 decolou hoje mesmo (12) às 2h19* de Cantão, China, com escala em Amsterdã, pousando (como voo JJ9519) no Rio de Janeiro/Galeão às 17h41* do mesmo dia.

O Boeing 777 de passageiros foi adaptado para o transporte de cargas, tanto na cabine, quanto no porão da aeronave, de forma a maximizar a capacidade de transporte.

O voo foi composto por uma equipe de pilotos e funcionários de operações. Percorreu mais de 18 mil quilômetros em cerca de 46 horas, passando por três fusos diferentes.

O segundo voo dos seis programados tem previsão de chegar na tarde de amanhã (13) no mesmo aeroporto, sob número JJ9523, trazendo outra remessa de ventiladores mecânicos, máscaras, monitores, entre outros materiais que serão utilizados no combate à doença.

Estamos vivenciando uma crise de saúde mundial sem precedentes e ficamos orgulhosos de poder contribuir ativamente com a Prefeitura do Rio de Janeiro no transporte de respiradores e insumos médicos da China para a cidade”, afirma Diogo Elias, diretor da LATAM Cargo Brasil.

Solidariedade e transporte de médicos

Dentro do Brasil, a companhia também segue contribuindo para o abastecimento dos estados com o transporte dos itens essenciais.

Desde 15 de março, já foram realizados mais de 130 voos para o transporte de cerca de 600 toneladas de materiais como medicamentos, testes, álcool em gel, máscaras, luvas, termômetros, respiradores e doações de alimentos.

Além da parceria de logística com a Prefeitura, a LATAM também está transportando profissionais de saúde – os médicos, enfermeiros e demais especialistas envolvidos no combate à pandemia possuem isenção total da tarifa aérea, pagando apenas a taxa de embarque para atuar no combate à Covid-19. O objetivo da LATAM com esta iniciativa é facilitar o acesso dos profissionais aos locais mais impactados com essa crise sem precedentes.

*Hora local