Grupo Fato lança 9° álbum

“Claro que o futuro já passou”, diz uma das canções do novo álbum do Grupo Fato, quinteto que produz música a partir de Curitiba e que completa 26 anos de história lançando quatro videoclipes, o 9° álbum da carreira e um show inédito, com turnê pela América Latina programada para o 2° semestre de 2020.

Para o Grupo Fato, o futuro é sempre agora. Tanto que o álbum Claro_Movimento, produzido pelo carioca João Cavalcanti, filho de Lenine, mostra a maturidade de estar sempre em movimento, com ações que concretizam sonhos. Jovens e envelhecidos, na experiência que a última palavra representa.

São 26 anos de trajetória com nove álbuns, 13 montagens de shows, dois DVDs, um livro de partituras e diversos videoclipes, incluindo os quatro novos que estão sendo lançados nas redes sociais @grupofato, antes mesmo do lançamento oficial de Claro_Movimento  no dia 17 de abril em todas as plataformas digitais. É acessar para entender como o futuro chega todos os dias leve e (in) constante para o Fato.

Formado em 1994, em Curitiba, o Grupo criou uma sonoridade particular, investindo em combinações musicais únicas, que mesclam elementos tradicionais da nossa cultura – como os tamancos de madeira do fandango -, com instrumentos convencionais e outros criados por integrantes do Fato, como a Tamancalha – um batedor manual de tamancos. Tudo isso interage com algumas doses de intervenções eletrônicas como loops, processamentos e programações. Neste novo trabalho, a percussão corporal passou a integrar os arranjos, ampliando a gama de timbres explorados.

Claro_Movimento reúne todas essas características e mais. O nome é inspirado nos títulos de duas canções do álbum e é uma alusão ao movimento da vida, da música e do próprio Fato.

“A música ‘Claro’ é, em parte, inspirada na faixa ‘Clube da Esquina II’, de Flávio Venturini, que diz que sonhos não envelhecem”, conta Grace Torres, compositora da canção em parceria com o letrista Benito Rodriguez. “Sonhos podem envelhecer, sim” e, por isso, diz ela, não dá para deixar isso acontecer. “Reprisar o mesmo velho sonho renitente / Deus me perdoe, mas parece assim pesadelo, pesadelo, pesadelo”, diz a composição.

Em um contraponto, a outra faixa cujo título compõe o nome do disco é uma canção-síntese, com 9 palavras. “Movimento”, de Antonio Saraiva, representa a trajetória, a resistência no tempo e o fazer artístico do Fato ao longo do tempo.

“Curto tempo / mar adentro / tudo invento / sempre alento / movimento”. Simples assim. Esta música foi escolhida como single pelo grupo e já está nas principais plataformas digitais em https://tratore.ffm.to/movimento .

A faixa “Movimento” reúne artistas que foram produtores musicais do Fato como Paulo Brandão, Pedro Luís e o próprio João Cavalcanti, que produziu o novo álbum. Os três, além de Antonio Saraiva, participam desta faixa cantando ao lado dos integrantes do Fato.

Claro_Movimento tem 12 canções inéditas e 5 delas de compositores até então não gravados pelo grupo: Humberto Araújo, Victor Neto, Doriane Conceição e Márcio Mattana, além de Andrezza Prodóssimo, que estreou como compositora integrante do Fato. Ulisses Galetto, compositor mais ativo no grupo, tem 6 composições com diferentes parceiros, incluindo “Vernissage”, em parceria com João Cavalcanti. Ainda vale mencionar os compositores Daniel Fagundes, integrante do grupo, e Marcelo Sandmann, parceiro de primeira hora na história do Fato.

O Grupo Fato é formado atualmente por Andrezza Prodóssimo, Grace Torres, Daniel Fagundes, Priscila Graciano e Ulisses Galetto.

 Claro_Movimento conta com distribuição física e digital da Tratore.

Claro_Movimento – Grupo Fato

@grupofato

www.fato.org

capa claro movimentobaixa