Coro da Camerata Antiqua em tributo a compositores ingleses

Palavras em música, música em voz. Com esta tônica regada por escritores ingleses, o Coro da Camerata Antiqua de Curitiba fará dois concertos nesta sexta e sábado.

Textos de Shakespeare musicados por Ralph Vaughan Williams são destaques do programa. O concerto tem regência de Mara Campos e solos da soprano Luísa Fávero e do tenor Lucio Hosaka, ambos integrantes do grupo.

O Reino Unido revelou incontáveis mestres da composição, oito deles serão resgatados nesse programa. O repertório é um diálogo atemporal entre textos, formas e o imaginário da música medieval, renascentista e pós-revolução industrial traduzidos por palavras, em especial as indagações e inspirações da primeira metade do século 20.

Repertório – O começo e o encerramento do programa são feitos com obras do compositor Edward Benjamin Britten (1913-1976). A abertura é com Concord, em homenagem à Elisabeth I, na qual o texto de William Plomer descreve a possibilidade da vida em harmonia numa sociedade igualitária e justa.

No encerramento, o pacifista Britten se volta para a essência histórica da cultura musical britânica com as instigantes canções Sacred and Profane e The Morning Star como uma promessa de melhores dias, por meio da generosidade da natureza que se renova no tempo necessário. A canção integra a grande Spring Symphony do autor, composta após a Segunda Guerra Mundial.

Três canções criadas a partir da musicalidade e dramaticidade de William Shakespeare (1564-1616) por Ralph Vaughan Williams (1872-1958) entram no programa. 

As obras corais de Charles Villiers Stanford (1852-1924), Gustav Holst (1874-1934) e Frederick Delius (1862-1934) completam o repertório.

Coro da Camerata apresenta Canções Inglesas / Sexta-feira (27/9) às 20h e sábado (28/9) às 18h30 / Capela Santa Maria Espaço Cultural (Rua Conselheiro Laurindo, 273)
Ingressos: R$ 30 e meia-entrada R$ 15 / Alô Ingressos: http://bit.ly/2kynX5P