André Mendes expõe em Paris

A primeira exposição individual do artista brasileiro André Mendes em Paris abre as portas ao público no dia 23 de junho.

Num processo de apropriação do espaço, o artista analisa a arquitetura e cria situações de dialogo, tensão e troca entre suas obras e os 300 metros quadrados de área expositiva do Centro Cultural Cloître des Billettes, claustro localizado na região do Marais, no coração de Paris.

Pinturas, esculturas e objetos resultarão em uma instalação no monumento histórico francês datado do século 14, direcionando o olhar do espectador para o contraste entre passado e presente.

O Cloître des Billetes, a partir da intervenção de André Mendes, transforma-se numa ode à diversidade e ao processo criativo humano.

A releitura de formas e funções gera experimentos e influencia positivamente o diálogo entre o passado e o presente. “Esta mostra sugere um profundo debate com a nossa própria história, desmistificando sensações visuais que se acumulam e sugerindo o retorno à essência de nosso ser, à compreensão da riqueza de nossa diversidade”, explica o curador Ricardo Fernandes.

“A primeira exposição do artista André Mendes em Paris, se dará de forma bem original e contará com a presença do artista que gradativamente estará construindo algumas obras “in loco” e dando aos visitantes a sensação de estarem dentro do atelier do artista.

Os 300m2 do único claustro medieval da cidade de Paris, ocupados temporariamente pelo artista, obedecerão o diálogo proposto do público com a arte e o seu criador.

Os materiais diversos, muitos trazidos do Brasil e outros captados em pesquisa de materiais que ocorrerão em Paris anterior ao início da exposição, serão as ferramentas do trabalho do artista e mostrarão a força da criação contemporânea em relação ao espaço medieval que a acolhe”, afirma Fernandes.