Moda infantil: bons negócios!

Maior evento com os lançamentos e tendências do setor de moda infantil da América Latina, a “FIT 0/16” acontece entre os dias 7 e 10 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo.

A feira ocorre em momento favorável para o setor, já que estimativas preliminares do IEMI Inteligência de Mercado – especializado em estudos de mercado de vestuário – apontam que o vestuário infantil e bebê deve movimentar mais de R$ 53 bilhões no varejo em 2018, receita 7,9% maior em relação ao ano passado.

No volume, as projeções para este ano apontam a comercialização de 1,5 bilhão de peças, crescimento de 4,8% sobre 2017.

As boas perspectivas de 2018 revelam a continuidade de um ciclo positivo para o vestuário infantil e bebê.

No ano passado, a receita dos varejistas já havia acumulado alta de 13,1% em comparação a 2016, chegando a R$ 49,1 bilhões.

O crescimento foi atribuído a recuperação do número peças comercializadas, atingindo 1,4 bilhão de peças em 2017, 4% superior ao ano anterior.

Segundo Marcelo Prado, diretor do IEMI, este é um momento estratégico para a consolidação do segmento de moda infantil no País, que após os resultados de 2014 vivenciou queda de 8,5% no varejo e 6% na indústria nos anos de crise (2015 e 2016). Embora as expectativas sejam positivas para 2018, o executivo relata que muitas lojas ainda não estão ofertando um mix adequado de produtos a seus consumidores.

“O varejista precisa investir na diversificação de produtos, oferecendo novidades e com  amplitude de preços. Com isso, é possível garantir aos clientes itens diferenciados e atraentes, naturalmente mais caros, mas que estimulem o consumo”, disse Prado.