Galpão abandonado é palco de AIRBAG

Carcaças de carros espalhadas sob o que restou de um galpão, em um enorme terreno baldio na região central de Curitiba.

Este será o cenário de “AIRBAG”, novo trabalho teatral da Processo Multiartes, com direção e texto de Adriano Esturilho, que estreia temporada gratuita no próximo dia 24.

Em “AIR BAG” o público experimenta as estratégias de criação de Esturilho, que combina diferentes conceitos, interligando teatro e música, desta feita, para contar o fim de um casamento da alta classe média.

Protagonizada por Patrícia Cipriano e Gabriel Gorosito, “AIRBAG” fala sobre o fim do relacionamento entre um casal de classe média alta, depois de 20 anos casados.

Ela, uma advogada de sucesso; ele, um artista decadente. Destilando uma ironia cruel, texto e cenas expõem as fraturas da moral e dos bons costumes. Num primeiro momento o texto parece discutir apenas o fim de mais um casamento, mas a intenção, ao longo da peça, é provocar reflexões e jogar luzes sobre questões ligadas à nossa classe média alta, ao conservadorismo, aos valores que norteiam a criação dos filhos, dos desejos pessoais e profissionais, enfim, dos seus falsos valores.

A montagem tem no espaço cênico alternativo um de seus maiores desafios. Embaixo da cobertura do que restou de uma quadra poliesportiva, o publico poderá escolher entre acomodar-se nos bancos de carros velhos em meio aos restos de automóveis ou assistir de dentro de seus próprios carros, como se estivesse em um drive in. Apenas seis carros, os primeiros a chegarem, terão a segunda opção.

Garagem MultiArtes Rua: Inácio Lustosa, 397